Portabilidade de crédito imobiliário: o que é e como funciona

Tempo de leitura: 4 minutos

Você já parou para pensar como seria bom pagar menos juros e taxas no seu contrato de financiamento imobiliário? Isso é possível com a Portabilidade de Crédito.

A portabilidade de crédito foi um medida criada pelo governo em 2013 a fim de estimular a concorrência entre as instituições financeiras possibilitando que os consumidores transfiram seus empréstimos e financiamentos de um banco para outro que tenha taxas de juros menores.

O que é Portabilidade de Crédito?

Portabilidade de crédito é a solicitação de transferência de dívidas, seja de empréstimo ou financiamento, de uma instituição financeira para outra. Neste caso o novo banco escolhido paga ao antigo, no qual você inicialmente contraiu a dívida, e refinancia o valor de acordo com as novas taxas.

Por lei, contratos de financiamento imobiliário ou empréstimos consignados não podem conter cláusulas ou termos que obrigam uma período mínimo ou determinado de contrato, o chamado termo de fidelidade.

Porquê que fazer portabilidade de um financiamento imobiliário?

Com a acentuada queda dos juros, um dos principais motivos para trocar de banco é a condição financeira mais atrativa, em especial taxa de juros mais baixas.

Por isso leve em consideração analisar bem as das taxas dos bancos e ver se vale a pena transferir seu crédito. Você pode fazer essa pesquisa nas agências financeiras ou através do site do Banco Central.

E se as taxas estão quase as mesmas, analise também a qualidade na prestação do seu serviço. Acredite, quando precisar resolver problemas financeiros, um atendimento de qualidade fará a diferença.

Com esta medida você poderá pagar menos e inclusive diminuir a quantidade de parcelas da sua dívida mas, lembre-se, é importante saber o valor da sua dívida para garantir que o prazo não se prolongue, nem o valor fique mais caro.

Quem pode fazer a portabilidade de crédito?

Qualquer pessoa, seja física ou jurídica, desde que tenha um saldo credor e atenda aos requisitos dos bancos pode transferir a dívida de uma instituição financeira para outra.

Como fazer a portabilidade de um financiamento imobiliário?

Primeiramente você deverá pesquisar para qual banco deseja transferir seu crédito. 

Para isso, você pode contar com a ajuda de um correspondente bancário especializado em crédito imobiliário. Esse profissional entrará em contato com os maiores bancos da sua região, pré-aprovando a sua transferência de crédito e te oferecendo as melhores opções possíveis. A portabilidade depende da renegociação dos valores, e um banco pode ou não aceitar realizar esta renegociação.

Caso o pedido seja negado, o banco deverá informar por escrito os motivos, conforme indica o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Caso o pedido seja aceito, é importante detalhar ao máximo o processo. Faça uma simulação e descubra como ficará o novo valor proposto, lembrando que a renegociação do seu crédito não poderá ser mais cara ou ter as parcelas prolongadas.

Escolhido o banco, siga os procedimentos e envie todos os documentos. Assim, o banco escolhido enviará o valor do crédito via TED para o banco onde a portabilidade foi realizada. Tudo isso em um prazo de 5 a 7 dias úteis.

Existem custos para fazer portabilidade?

A portabilidade não tem nenhuma taxa. No entanto, o banco escolhido para a transferência da dívida poderá cobrar uma tarifa de cadastro. 

Posso cancelar uma portabilidade?

O processo de portabilidade pode ser cancelado a qualquer momento, sem custo algum para o devedor, desde que a instituição escolhida ainda não tenha efetuado o pagamento à instituição credora original.

Quais as vantagens?

Há uma lista de benefícios da portabilidade de crédito. Tanto o financiamento imobiliário quanto os empréstimos consignados são dívidas de longo prazo, por isso qualquer redução no valor pago pode representar uma folga financeira esperada no fim do mês!

Outras vantagens são:

  • taxas de juros menores: analise com cuidado e opte pela que melhor te atende
  • transferência de dívidas de qualquer valor: você pode transferir dívidas de qualquer valor para outra instituição, inclusive de financiamentos imobiliários que geralmente são de valores mais altos;
  • sem limite de portabilidade: você poderá fazer quantas portabilidades achar necessário, mesmo que seja da mesma dívida.

Não me sinto seguro para fazer a portabilidade sozinho, e agora?

Bom, se você tem dúvida de por onde começar, busque ajuda! Fale com a Ideal Consultoria e entenda mais sobre o processo de portabilidade de crédito imobiliário. Se não se sente seguro quanto aos cálculos e as operações, a melhor ideia é falar com um especialista. E não deixe de buscar por amigos ou parentes que passaram por esse processo. Se informe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *